Voltar

Política Integrada

​​​​​​​

Qualidade, Saúde e Segurança do Trabalho, Segurança Operacional e Meio Ambiente.

Um dos princípios do GRU Airport é prestar serviços de qualidade, por meio do gerenciamento dos processos de Segurança Operacional, Saúde e Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Qualida​​​​​​de, prevenindo acidentes e danos à saúde, promover o bem-estar e integridade das pessoas, a proteção do meio ambiente, a segurança da operação e do patrimônio e a qualidade dos nossos serviços, atendendo as necessidades dos nossos clientes e demais partes interessadas.

É de responsabilidade do colaborador GRU Airport a obtenção e manutenção dos mais altos padrões de segurança operacional, saúde e segurança do trabalho, meio ambiente e qualidade, cumprindo os requisitos internos, Normas Regulamentadora (NR) e a legislação aplicável. Assim, cada um de nós, deve estar comprometido com as práticas, para prevenção dos riscos relativos às pessoas, ao meio ambiente, à operação e ao patrimônio. Para isso assumimos o compromisso de:

1. Cumprir com os requisitos regulamentares;

2. Identificar situações que afetem o desempenho da segurança operacional;

3. Garantir provisão de recursos humanos e financeiros necessários para implantação do Sistema de Gestão da Qualidade, Segurança Operacional, Saúde e Segurança do Trabalho para execução de ações estabelecidas para controle dos riscos;

4. Estabelecer formalmente padrões organizacionais e comportam​entos aceitáveis, garantindo sua divulgação aos membros da organização e comunidade aeroportuária;

5. Estabelecer requisitos de qualidade, segurança operacional, saúde e segurança do trabalho de cumprimento obrigatório para os colaboradores e demais prestadores de serviço que atuam no sítio aeroportuário e que mantenham relação contratual com o operador do aeródromo entre outras áreas, cujas atividades tenham impacto sobre a segurança operacional do aeródromo e dos colaboradores, a fim de evitar condições e atos inseguros que possam resultar em danos, lesões ou enfermidades;

6. Gerenciar os riscos à segurança operacional de forma padronizada e contínua, fazendo uso de abordagens reativas, preventivas e preditivas, conforme a complexidade de todas as nossas operações;

7. Gerenciar os aspectos ambientais e perigos de forma a reduzir os impactos ambientais e riscos da Qualidade, Saúde e Segurança do Trabalho, gerados pelos processos, protegendo o meio ambiente e promovendo um ambiente saudável e seguro aos colaboradores e demais prestadores de serviço que atuam no sítio aeroportuário;

8. Assegurar a consulta e participação dos colaboradores, e demais prestadores de serviço, treinando-os e capacitando-os continuamente sobre a importância do papel de cada um no Sistema de Gestão da Qualidade, Segurança Operacional, Saúde e Segurança do Trabalho;

9. Garantir que toda e qualquer atividade que possa afetar as operações aeroportuárias seja planejada e executada de forma a preservar a segurança operacional;

10. Encorajar os colaboradores e demais usuários a relatar situações que afetam ou possam afetar a segurança operacional, assegurando a preservação das fontes e a não punição dos autores dos relatos, exceto nos casos que envolvam negligência ou violação intencional;

11. Comunicar à ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil ocorrência de ESO – eventos de segurança operacional, no sítio aeroportuário;

12. Promover o Sistema de Gestão para todo o pessoal envolvido com atividades que possam ter impacto sobre a Qualidade, Segurança Operacional, Saúde e Segurança do Trabalho;

13. Gerenciar mudanças em sua estrutura organizacional que possam influenciar na qualidade, segurança operacional, saúde e segurança do trabalho;

14. Buscar a melhoria contínua do Sistema de Gestão da Qualidade, Segurança Operacional, Saúde e Segurança do Trabalho e dos seus processos para atender as necessidades dos clientes, colaboradores, acionistas e demais partes interessadas.